Organizar

Como abrir uma startup de tecnologia: passo a passo essencial!

Equipe Techpreender
Escrito por Equipe Techpreender em 27 de outubro de 2020
Como abrir uma startup de tecnologia: passo a passo essencial!
Seja avisado e fique por dentro de tudo o que acontece

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Se você pretende abrir uma startup de tecnologia, é importante saber que ter uma ideia inovadora não é suficiente. Isso mesmo! É necessário também obter conhecimento para criar e gerenciar o seu negócio. Bem como coragem para tirá-lo do papel, caso contrário a sua ideia nunca se tornará um produto ou serviço inovador que atende ao mercado.

Lembre-se de que você pode ser um techpreendedor mesmo não sabendo programar, mas é essencial aprender a administrar o seu empreendimento para que ele obtenha sucesso. Então, continue a leitura deste texto e veja o passo a passo para se tornar um techpreendedor por meio da criação de uma startup tech. Vamos lá!

Como abrir uma startup de tecnologia

O processo de abertura de uma empresa tradicional costuma ser muito burocrático, não é verdade? No caso da startup não é diferente, você precisa tomar certos cuidados para que o seu sonho se transforme em realidade.

Então, se você pretende desenvolver uma solução que vai mudar os padrões do mercado de tecnologia. É imprescindível que antes de colocar a sua ideia em prática, leia as dicas que separamos aqui sobre o processo de abertura de uma startup de TI. Confira!

Busque conhecimento 

É importante que você entenda que não precisa ter expertise na área de tecnologia da informação para empreender em TI. Porém, é necessário buscar conhecimentos sobre gestão de empresas tech.

Além disso, você precisa conhecer as estratégias e as metodologias aplicadas nas áreas de gestão de pessoas, empreendedorismo, finanças e marketing. Bem como aprender o básico da legislação pertinente ao seu negócio.

Assim, você conseguirá abrir e administrar a startup de uma maneira mais estratégica e sem preocupações. Imprevistos sempre acontecem no meio do caminho, mas, dessa forma, você estará mais preparado para enfrentá-los.

Também é muito importante buscar pessoas para trocar experiências e ideias sobre empreendedorismo em TI. Nesse caso, você pode fazer mentorias com quem já teve a oportunidade de abrir uma startup de tecnologia. 

O mentor pode te ajudar a enxergar pontos que você não conseguiria analisar devido a falta de experiência e expertise. Também é possível procurar ajuda de incubadoras, já que elas são especializadas nesse processo. 

Estude o mercado e escolha um problema que você irá se dedicar a resolver

A startup é criada para solucionar um problema da sociedade, por isso é essencial estudar o mercado antes de abrir a sua. Lembre-se de que você precisa vender algo que as pessoas queiram comprar, caso contrário o seu negócio será um fracasso.

Para conseguir as informações necessárias para ter uma ideia inovadora é importante analisar tanto o público-alvo quanto os concorrentes. Em relação aos clientes, você pode aplicar pesquisas por meio de conversas, questionários ou entrevistas. Assim, é possível identificar as suas principais características e necessidades.

Bem como você consegue verificar se as empresas que existem já atendem essas demandas e qual é o modelo de negócios que elas adotam para administrar o seu empreendimento. Essas informações serão muito úteis na formação da sua ideia.

Além disso, durante o estudo do mercado você pode encontrar problemas ou necessidades que os clientes têm, mas que ainda não perceberam. Construir uma ideia com base nisso é uma oportunidade única para você apresentar uma solução disruptiva para o mercado.

Desenvolva a ideia de negócio, a estratégia por trás da empresa

Após estudar o mercado, você já sabe o problema que precisa ser solucionado e quem se beneficiará com a sua solução. Então, podemos afirmar que você tem o conhecimento necessário para desenvolver a sua ideia inovadora.

Essa ideia precisa impulsionar a criação de um produto ou serviço inovador baseado em tecnologia que possa  facilitar o dia a dia dos consumidores. Bem como ela pode ser tão disruptiva que muda a forma como as pessoas fazem determinados processos até o momento.

Não adianta ter uma ideia de negócio inovadora, se ela não for viável, pois as chances de sucesso são menores. Dessa forma, é necessário evitar projetos muito complexos e difíceis de executar. 

Lembre-se de que uma startup também deve ter um modelo de negócio escalável, ou seja, que consiga alcançar um rápido crescimento. Por isso, você precisa criar um modelo novo ou adaptar um que já existe com base na sua ideia de solução.

Desenvolva um protótipo que valide os resultados a serem entregues

Para saber se o produto ou serviço desenvolvido a partir da sua ideia tem viabilidade de execução é necessário criar um protótipo. Assim, fica mais fácil visualizar se ele pode dar certo, bem como analisar os pontos de melhoria.

Nessa etapa você pode usar o MVP, mais conhecido como produto mínimo viável. Dessa forma, é possível criar uma versão mais simples do seu produto ou serviço para lançar no mercado e verificar a sua aceitabilidade.

Por exemplo, se você tem a ideia de um aplicativo, é necessário desenvolver a versão beta para verificar se ela realmente é funcional, simples e viável. Bem como é uma maneira de apresentar para os consumidores algo que eles possam testar.

Também é possível utilizar outras formas de protótipo que nem envolvam tecnologia, como por exemplo, um “backend falso”, algo que pessoas realizam. Isto porque o que você está validando não é o produto em si e sim os resultados gerados para o cliente, desta forma, qualquer forma que você conseguir gerar os resultados já pode ser um bom começo.

Faça pré-lançamentos das suas soluções

Os pré-lançamentos podem ajudar a entender como o mercado vai receber o seu produto ou serviço. Para isso, você precisa oferecer condições especiais aos consumidores que adquirirem a sua solução.

Bem como é essencial investir na divulgação. Nesse caso, você pode utilizar estratégias de marketing digital, como e-mail marketing, landing pages, anúncios em redes sociais e no Google, entre outros.

Além disso, é possível fazer pesquisas de mercado e testes para identificar a aceitação. Assim, você consegue verificar se será necessário fazer algum ajuste antes do lançamento do produto ou serviço final.

O mais importante a lembrar aqui é que pesquisas de intenção de compra podem divergir muito dos resultados das compras em si, porque as pessoas costumam se enganar quando pensam em como agiriam em determinada situação.

Por isto, sempre que possível venda. Seja em pré-lançamento, seja em projeto, não importa. A venda prova a aderência do seu produto no mercado, pesquisas de intenção de compra, não.

Formalize a sua startup e seja um techpreendedor

Assim como em qualquer negócio, o techpreendedor de uma startup tech também precisa se preocupar com a parte burocrática da formalização. Para tanto, é imprescindível que você entre em contato com um escritório de contabilidade ou uma consultoria especializada, como um escritório de advocacia. 

Dessa forma, eles poderão te orientar em relação às documentações, os registros e aos processos de abertura e funcionamento da empresa. Com a formalização encaminhada você tem tempo para se dedicar às atividades do seu negócio.

A dica aqui é, formalize sua startup quando precisar emitir nota fiscal. Enquanto não estiver neste momento, ainda não é necessário porque se trata de um projeto sem receita, sem clientes e portanto, ainda não é uma empresa.

Além disso, é essencial montar uma equipe multidisciplinar para conseguir colocar sua ideia em prática. Por exemplo, se você não tem expertise em tecnologia da informação, é necessário contratar especialistas nessa área para desenvolver o produto ou serviço que você deseja ou você precisará terceirizar para uma fábrica ou freelancers em um primeiro momento. 

Na teoria ou quando você tem dinheiro sobrando para isto, se você não sabe nada de finanças e contabilidade, você precisa contratar pessoas ou terceirizar para alguém cuidar do administrativo. Se essa for a sua realidade, faça isto pois você conseguirá ficar tranquilo para trabalhar na ideia, enquanto eles cuidam da parte burocrática do negócio. Caso contrário, coloque entender o básico de finanças para negócios na sua lista de itens a aprender.

Bônus: Venda, do dia 0 em diante e crie processos de marketing e vendas

Toda empresa precisa de dinheiro para sobreviver, crescer e prosperar. E, apesar de parecerem existir várias formas de captar dinheiro no mercado, não vá por este caminho.

Primeiro, porque não existem tantas opções assim. Segundo, quem sustenta uma empresa são seus clientes e qualquer arrecadação de recursos diferente desta pode dispersar o foco e levar a startup para qualquer lugar, menos para onde ela deve ir.

Por isto, a principal atividade que a sua startup precisa fazer todos os dias é vender: para novos clientes ou para clientes atuais. Não importa, mas é este o motor que fará sua empresa crescer e que precisa entrar em funcionamento o mais rápido possível.

Para isto, estude sobre marketing e vendas. Em especial para o setor de tecnologia que apresenta características bem diferentes dos demais. Crie um processo e coloque para rodar todos os dias, buscando aprender com cada negociação que isto fará toda a diferença no seu negócio.

Que tal abrir uma startup de tecnologia?

Agora você já sabe o passo a passo de como abrir uma startup de tecnologia no Brasil. Não é uma fórmula nem uma garantia de sucesso, mas um roteiro para você lembrar o básico que você precisa fazer se quiser realmente empreender.

Acredito que se você está lendo tudo isso até aqui é porque isto é pra você, então não perca tempo! Tire sua ideia do papel, crie o protótipo, valide-o para verificar se a aceitabilidade do mercado, formalize a sua startup tech e comece a sua jornada como techpreendedor.

Com uma dor validada, um mercado de tamanho suficiente, disciplina, esforço e estratégia as possibilidades são grandes de você ser um techpreendedor de sucesso.

Gostou de conhecer o processo de abertura de uma startup tech no Brasil? Então, convidamos você para participar das Conversas de Techpreendedor. Elas acontecem todas às segundas-feiras, exceto feriados, às 20:20h. Nesses encontros você terá acesso a muitas informações relacionadas a operação, a gestão e a liderança de empresas de tecnologia. Não perca tempo! Venha aprender e conhecer outros techpreendedores!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *