Organizar

Empreender em TI: tudo que você precisa saber!

Equipe Techpreender
Escrito por Equipe Techpreender em 6 de outubro de 2020
Empreender em TI: tudo que você precisa saber!
Seja avisado e fique por dentro de tudo o que acontece

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O mercado de tecnologia está aquecido devido às constantes inovações na área e a grande demanda por subsídios para a transformação digital das empresas. Além disso, atualmente ninguém consegue viver sem um aparato tecnológico, não é verdade? Portanto, existe uma ótima oportunidade para você empreender em TI.

É importante mencionar que você não precisa ser um programador para abrir um negócio nesse setor. Porém, é necessário muita dedicação para conhecer esse mercado. Se você quer saber um pouco mais sobre o mundo do empreendedorismo em TI. Continue a leitura e confira!

O que é empreendedorismo em TI?

Primeiramente, você sabia que existem no Brasil 12,8 milhões de desempregados? Isso mesmo! Esse dado foi divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no segundo trimestre de 2020. Ainda, de acordo com o Instituto, temos 5,7 milhões de pessoas que desistiram de procurar emprego.

A falta de oportunidade no mercado de trabalho é um fator que impulsiona as pessoas a procurar outras soluções para sobreviver. Por isso, o empreendedorismo tem ganhado força no país. O empreendedor é aquele que tem a capacidade de identificar oportunidades e desenvolver soluções inovadoras para o mercado.

Nesse sentido, os profissionais têm buscado empreender nas áreas que têm afinidade ou naquelas que são mais promissoras, como é caso da TI. Além disso, o advento da Indústria 4.0 propiciou a criação de uma cultura de empreendedorismo na área de tecnologia da informação.

Esses fatos ajudam a impulsionar o cenário de TI do Brasil. Vale destacar que nosso país tem muito potencial para se tornar um grande polo tecnológico, já que existem muitas oportunidades para empreender nesse setor.

Portanto, o empreendedorismo em TI acontece quando uma pessoa enxerga essa oportunidade que o mercado está oferecendo. Em seguida, ela cria soluções baseadas em tecnologia para atender demandas que até o momento não existiam ou que não eram atendidas pela concorrência.

Diante disso, que tal você se tornar um techpreendedor? Esse é o nome que recebe o empreendedor que funda empresas tech. Dessa forma, ele cria empresas para atuar com tecnologia e inovação, como as fintechs, edtechs, logtechs, entre outras.

Vale a pena ter negócios de software?

O mercado de TI está muito aquecido, especialmente, devido a velocidade que as novas tecnologias são desenvolvidas e implantadas no dia a dia das pessoas. Por isso, essa área é uma ótima opção para quem pretende se tornar um techpreendedor. Lembre-se de que as empresas que investem em inovação disruptiva conseguem se destacar no mercado.

Mas, afinal, vale a pena empreender em TI? Sim! Existem vários modelos de negócio, áreas de atuação, produtos e serviços que podem ser oferecidos nesse setor, por isso o investimento financeiro inicial é flexível. Bem como o mercado de software está em plena expansão, pois há uma crescente necessidade das empresas aderirem a transformação digital.

Além disso, os avanços tecnológicos proporcionam um ambiente propício para isso, principalmente, depois do surgimento de conceitos e soluções, como Big Data, Cloud Computing, Machine Learning e IoT (Internet das Coisas). Outro fato que impulsiona o investimento na área de software é a facilidade de acesso que as pessoas têm para comprar smartphones, notebooks e tablets.

Portanto, atualmente, ninguém vive sem tecnologia, em especial, as empresas. Por isso, o mercado de TI é uma ótima oportunidade para os empreendedores investirem o seu trabalho, tempo e dinheiro. 

Quem empreende em TI é sempre técnico?

Pensar que somente pessoas com conhecimento técnico na área conseguem empreender em TI é um mito. Pare e pense, uma pessoa que deseja abrir um restaurante não precisa ser um cozinheiro. Mas, sim, conhecer o mercado da alimentação. 

Então, se você não sabe engenharia de software, por exemplo, mas quer empreender. É necessário compreender como funciona o mercado, o negócio e as estratégias do setor de tecnologia. Esse conhecimento já habilita você a empreender nessa área com mais segurança.

É claro que será necessário contratar uma equipe multidisciplinar com especialistas em tecnologia da informação. Eles serão responsáveis por desenvolver as soluções e prestar suporte aos clientes. E você como gestor, cuidará do gerenciamento destes profissionais para que tudo esteja de acordo com as suas expectativas.

Mas isso não impede que um profissional da área de TI resolva aproveitar os seus conhecimentos técnicos para empreender. Nesse caso, ele também deverá buscar conhecimentos sobre gestão para conseguir administrar o seu negócio de maneira eficiente. A diferença é que ele pode atuar inicialmente como freelancer, ou seja, sem uma equipe para ajudar a prestar os serviços.

Como empreender em tecnologia?

Na área de tecnologia da informação existem várias possibilidades para empreender. Você pode atuar como profissional autônomo ou freelancer. Assim, você pode oferecer serviços técnicos ou consultoria especializada. Também existe a possibilidade de oferecer serviços como empreendedor corporativo. Dessa forma, você pode criar soluções estratégicas de TI para a empresa onde trabalha.

Outra forma de empreender em TI é abrir a sua própria empresa ou startup e adotar um modelo de negócio mais rentável para administrá-la. Nesse caso, você pode escolher um modelo já consolidado ou investir na criação de um novo. No Brasil existem diversos modelos, dentre eles podemos destacar:

  • Online to Offline (O2O): nesse modelo o cliente compra, paga e avalia o produto ou serviço no mundo online, mas a entrega é realizada no mundo offline. 
  • Direct to Consumer (D2C): nesse modelo o intermediário da venda não existe, então, o consumidor compra direto da indústria. 
  • Business to Business (B2B): nesse modelo a venda de produtos, softwares e serviços é realizada entre empresas. 
  • Business to Consumer (B2C): nesse modelo a venda de produtos, softwares e serviços é realizada entre a empresa e o consumidor final. 
  • Software as a Service (SaaS): nesse modelo a empresa cobra uma mensalidade pelo uso de um determinado software.
  • Business to Government (B2G): nesse modelo a empresa vende produtos, softwares ou serviços para o governo por meio de licitações.

Além disso, você pode oferecer uma infinidade de produtos e serviços para o mercado. Por exemplo: assinatura de software, desenvolvimento de aplicativos (mobile, desktop ou web), manutenção de hardwares, criação de sites e e-commerces, consultoria, assessoria, implantação de sistemas, terceirização de suporte técnico, fábrica de software, mentoria, treinamentos, alocação de espaço em nuvens, entre outros.

Como se preparar para empreender em TI?

É muito importante que o techpreendedor se prepare antes de iniciar sua jornada. Para isso, você precisa buscar conhecimentos relacionados à gestão de empresas de tecnologia, a gestão de pessoas, ao marketing digital e a legislação. Assim, você aumenta as chances de sucesso do seu negócio.

Conhecimento é a base de bons resultados. Isto junto com ação, a sua mão-na-massa fazendo acontecer é o que fará seus resultados aparecerem.

Além disto, criar uma boa rede de contatos com potenciais clientes e outras empresas de tecnologia, ou seja, fazer networking também é uma boa dica para quem está começando a empreender em tecnologia. Dessa forma, você pode trocar conhecimento e experiências com outras pessoas, conseguir parcerias ou, ainda, captar clientes em potencial.

Também é essencial definir os seus objetivos tanto pessoais quanto profissionais. Assim, ficará mais fácil construir as metas e estratégias organizacionais que você pretende colocar em prática por meio da empresa. Além disso, quando você tem metas bem definidas consegue utilizar métricas mais assertivas para mensurar os resultados e aplicar melhorias caso seja necessário.

O empreendedor de TI também deve conhecer muito bem o mercado e o perfil dos seus clientes. Lembre-se de que ele precisa identificar o problema ou a necessidade da persona para desenvolver produtos ou serviços que ajudem a resolvê-lo. Caso contrário, não compensa iniciar o empreendimento. 

Para tanto, é necessário fazer pesquisas com os potenciais consumidores por meio de entrevistas, conversas e questionários para entender o seu problema. Assim, é possível identificar qual o produto ou serviço pode ajudá-los. Bem como você precisa monitorar as estratégias da concorrência. Essas informações servirão de base para a elaboração de um plano de negócios que ajudará no processo de abertura da sua empresa ou startup.

Que tal empreender em TI?

Agora você já sabe como é vantajoso empreender em TI, não é verdade? Bem como compreendeu que não precisa de formação na área de tecnologia da informação para conseguir abrir o seu próprio negócio nesse setor. Então, não perca tempo! Estude o mercado e veja as possibilidades que você pode aproveitar para investir em tecnologia.

Que tal conhecer mais um pouco sobre o mercado de TI? Então, leia o nosso artigo 6 coisas que você precisa saber para criar algo bem sucedido e próspero no mercado de TI.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *